SEGURANÇA EM CIRURGIA PLÁSTICA
O Brasil, atualmente, recebe destaque mundial pelo número elevado de procedimentos realizados em cirurgia plástica. Se por um lado existem elementos positivos relacionados a esse crescimento da especialidade, existem aspectos preocupantes relacionados ao grande aumento do número de cirurgias realizadas, sobretudo no que se refere à questão da segurança.
Os avanços da ciência e o desenvolvimento das técnicas cirúrgicas e anestésicas são fatores que permitiram melhorias na segurança e, dessa forma, promoveram a difusão da cirurgia plástica. Porém, há, inegavelmente, fatores negativos que também explicam esse aumento na busca pelos procedimentos na especialidade. É fato que vivemos, no mundo moderno, um momento de exacerbado culto ao corpo e à imagem corporal. É possível observar o surgimento de um ideal de formas, com uma tendência até mesmo na economia mundial, no qual o design vem adquirindo mais importância do que a funcionalidade e o conteúdo. Muitas vezes, um padrão inatingível de perfeição em relação à imagem, passa, erroneamente, a ser considerado o normal. Nesse contexto, cresce o número de procedimentos mal indicados, em pacientes que muitas vezes não precisariam nem mesmo ser submetidos a cirurgias. Aumenta, também, o número de cirurgias realizadas por profissionais não capacitados, sem a formação específica na área, intensificando ainda mais os riscos. E nesse contexto, que uma série de fatores ligados à segurança e ao sucesso na realização de um procedimento em cirurgia plástica, devem ser observados.
É fator imprescindível a procura de um profissional qualificado, que seja submetido a um código estrito de ética, com uma conduta profissional, que saiba compreender a queixa de seu paciente, e que seja treinado e atualizado, com domínio de técnicas clássicas e modernas. O tempo mínimo de formação de um cirurgião plástico no Brasil compreende a formação em medicina, mais dois anos de residência médica em cirurgia geral e ao menos três anos de residência médica em cirurgia plástica, seguido da obtenção do titulo de especialista, através da realização de prova específica.
O cirurgião plástico, no Brasil, deve ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. A consulta sobre o profissional precisa ser realizada pelo paciente. Para isso, pode-se acessar o site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, através do link na página inicial deste site, ou através do endereço eletrônico http://www.cirurgiaplastica.org.br/.
A indicação precisa de uma cirurgia plástica passa pelo respeito aos limites técnicos de execução, pelo bom diálogo, e pela expectativa realista sobre os resultados possíveis. A boa relação entre paciente e médico deve existir, havendo, sobretudo, a verdade. Para isso, é necessário que os riscos do procedimento sejam amplamente discutidos e explicados antes de realizá-lo, e que o(a) paciente entenda a motivação que o(a) leva a procurar a cirurgia plástica, compreendendo todos os seus aspectos, as vantagens e as desvantagens, de forma clara e honesta. Os procedimentos em cirurgia plástica não são permanentes, assim como o corpo humano está em constante processo de mudança com o passar do tempo. É também necessário, no caso de cirurgias eletivas (como é o caso da maioria dos procedimentos em cirurgia plástica), que se realize o procedimento em um bom momento físico, mental, e espiritual.
A investigação minuciosa e o preparo para cirurgia fazem parte da rotina. Exames pré-operatórios são solicitados, juntamente a exames específicos para o tipo de procedimento. Cuidados e protocolos atualizados para a prevenção de complicações devem ser seguidos. A trombose venosa profunda, por exemplo, é uma das complicações mais temidas em cirurgia plástica. Algumas condutas são adotadas para sua prevenção, como os cuidados com a hidratação, a compressão pneumática dos membros inferiores, o aquecimento do paciente, a deambulação precoce e o uso de protocolos modernos para indicar medicações específicas quando necessário. As orientações pré-operatórias e pós-operatórias, e seu correto seguimento, são de suma importância.
O cirurgião deve mostrar a preocupação na utilização de materiais da mais alta qualidade, e o paciente deve sempre questionar sobre tais produtos. Os implantes de silicone são exemplo disso: devem ser utilizadas marcas consagradas, submetidas a estudos científicos, aprovadas pelos órgãos de fiscalização, e que tenham garantia total. A escolha da equipe cirúrgica, por sua vez, é tão importante quanto a escolha do cirurgião. O médico anestesista capacitado, com conhecimento sobre técnicas anestésicas em cirurgia plástica é fundamental para o sucesso da cirurgia. Por fim, é preciso que sejam utilizadas somente instalações médicas credenciadas: os procedimentos cirúrgicos devem ser realizados exclusivamente em hospitais, com suporte clínico, equipamentos adequados e unidade de terapia intensiva, e o acompanhamento do paciente pode ser realizado em consultório com sala de procedimento seguindo os padrões de vigilância sanitária, dentro das normas técnicas.
A cirurgia plástica é um ramo da cirurgia geral. A especialidade tem como objetivos a reconstituição do corpo e a melhoria da qualidade de vida do indivíduo, por motivos médicos, e com tal seriedade deve ser vista. Toda cirurgia plástica deve ser realizada por um cirurgião plástico. Embora, por questões didáticas, alguns autores dividam a cirurgia plástica em estética e reparadora, na prática médica essa divisão é bastante subjetiva e de distinção difícil. Existe um tênue limite entre as duas áreas: é possível observar que toda cirurgia considerada estética deve apresentar componente de reparação, assim como, em toda cirurgia reparadora deve haver uma preocupação e empenho do cirurgião com o resultado estético, através de seu treinamento e refinamento técnico. A aplicação desse conceito é fundamental para a segurança e a correta indicação de um procedimento cirúrgico.
Dr. Victor Tejada
CONTATO
+ 55 53 3227.6795
 

Rua Santos Dumont, nº 172,
Sala 405, Centro, 96020-380
Cond. Santa Casa Doctors
Pelotas | RS | Brasil

VEJA A LOCALIZAÇÃO NO MAPA
 
© 2016 | Todos os direitos reservados.